DPCA Goiânia evita possível massacre em escola da capital após investigação

DPCA Goiânia evita possível massacre em escola da capital após investigação

Na manhã desta quinta-feira (27), os policiais civis da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Goiânia – com apoio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), da Homeland Security Investigations da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, e Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça, através do Laboratório de Operações Cibernéticas – cumpriram um mandado de busca e apreensão na cidade de Goiânia.

Após troca de mensagens indicando a intenção de ataques a escolas da capital, um menor de 16  anos de idade foi apreendido hoje por prática de ato infracional análogo ao crime do art. 20 da Lei 7716/89 (racismo). No aparelho celular do adolescente, foram encontrados inúmeros indícios de participação em grupos que planejam massacres a escolas, além de apoio  ações e doutrina nazista. Também foram encontrados anotações e desenhos feitos à mão, cujas imagens são de cunho violento e enaltecem o nazismo por meio de dizeres e símbolos. Durante as buscas, foram apreendidos pela DPCA dois celulares.

Foi lavrado um Boletim de Ocorrência Circunstanciado (BOC) em desfavor do menor na DPCA e ele foi encaminhado à Depai para os procedimentos de praxe. As investigações seguem na DPCA para identificação de possíveis outros autores de crimes de racismo e terrorismo.

 

Fonte Polícia Civil Go

CATEGORIA

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Este site usa cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.