Ação da Polícia Civil marca Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil

Ação da Polícia Civil marca Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil

A Polícia Civil de Goiás realiza, nesta terça-feira (18), uma ação educativa que marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil. O objetivo é alertar, conscientizar e encorajar a população a denunciar a violência contra crianças e adolescentes. Durante o evento, será feita a distribuição de panfletos informativos na Região Noroeste de Goiânia. A mobilização teve a participação do secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda e do diretor-geral da Polícia Civil, delegado Alexandre Lourenço.

A ação faz parte da campanha ?Faça Bonito – Proteja Nossas Crianças e Adolescentes?, do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, vinculado ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. A campanha, que neste ano completa 21 anos, também reforça a importância da união entre a população e o Poder Público, para garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de forma segura e protegida.

Neste mês de maio, as ações da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente de Goiânia (DPCA) foram intensificadas, em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil. A data foi estipulada oficialmente pela Lei Federal 9.970/2000, em memória à menina Araceli Crespo, de 8 anos, sequestrada, violentada e assassinada em 18 de maio de 1973, em Vitória (ES). O crime brutal, de grande repercussão, ficou impune, com os três réus acusados sendo absolvidos anos depois.

Indicadores de criminalidade
Em Goiás, as forças de segurança pública têm atuado fortemente no combate aos crimes contra crianças. O reflexo desse trabalho é a redução contínua de diversas modalidades criminosas. Os números de assédio sexual contra crianças, por exemplo, caíram 55% de 2019 para 2020, segundo dados do Observatório de Segurança Pública, da SSP-GO. Nos três primeiros meses de 2021 não houve registro desta natureza criminosa no Estado. Já os crimes de estupro, praticados contra crianças em Goiás, diminuíram 13,97% de um ano para o outro.

Fonte Polícia Civil Go

CATEGORIA

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Este site usa cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.